domingo, 17 de novembro de 2013

Orgulho.

Orgulho-me poder chamar-te minha e que digas o inverso.
Orgulho-me que me deixes entrar na tua vida, que me queiras lá e que me faças cada vez mais parte dela.
Orgulho-me que me queiras.
Orgulho-me que partilhes comigo as tuas pequenas vitórias, as dele, as vossas, e que queiras que sejam nossas.
Orgulho-me por estares na minha vida.
Orgulho-me por estar na tua vida.
Orgulho-me por quem és, pela pessoas que és.
Orgulho-me poder dizer que és a causa de tanta felicidade.
Aos tempos que não a sentia, especialmente uma que é tão honesta e sem máscaras.
Uma felicidade simples, feita de pequenas coisas que te tornaram tão grande.

Tão perfeita.


Tão tu, e eu.
 Tão nós.

Sem comentários :

Enviar um comentário