terça-feira, 17 de dezembro de 2013

The promise

A verdade é que eu não sei o que o futuro me espera...
Tenho estado a lutar contra o que me foi apresentado e pela primeira vez tenho alguém, tenho te a ti, que me ajuda mais do que sabe a enfrentar tudo de cabeça erguida.
Antes de tu apareceres, eu estive para desistir de isto tudo.
Cansei-me da minha vida no verão e estive mesmo para desaparecer do mapa. De vez...
Depois alimentei a ideia que as praxes me trariam algo de bom, mas só vi a fragmentação do que eu chamava família aprofundar-se ainda mais...
E aos bocadinhos... aos bocadinhos cada vez mais eu perdia a esperança que algo iria melhorar.

E depois apareceste tu, tu que tinhas um bocado de vergonha de falar comigo, um bocado de medo até.
E eu comecei a reparar em ti... que passaste e passas pelas mesmas merdas que eu.
E que consegues ser ainda mais forte que eu, pois tu tens o Rodrigo contigo.
E eu comecei a deixar de pensar que afinal não estava tão sozinho quanto parecia, que se calhar... se calhar eu tinha encontrado a minha matriarca.
E começámos a ser felizes, e eu comecei a sair do túnel em vez de ver a luzinha apenas no fundo.
Posso dizer com orgulho que me tiraste das trevas onde estava tão embrenhado.
Posso dizer que me estás a ensinar a viver outra vez, a não só sobreviver a tudo.

Por isto e por tantas mais coisas que nem sei por onde pegar.
I want to make you a promise.

Eu prometo que não vais para a escuridão,
Eu prometo que vou dar tudo para seres a mais feliz,
Eu prometo tomar conta de ti, de vocês, na máxima capacidade,
Eu prometo estar lá sempre que precisares,
Eu prometo que a minha vida é tua.
Eu prometo-te que a minha felicidade é culpa tua, dele...
Eu prometo-te que cada dia mais vamos ser uma família.
Eu prometo-te tomar conta dele, porque ele é também meu.
Eu prometo-te tentar fazer-te a mulher mais feliz do mundo, todos os dias.


Eu prometo-te que isto.
Isto é o nosso felizes para sempre.

Sem comentários :

Enviar um comentário